quarta-feira, 21 de julho de 2010

SURPRESA NO CONTRACHEQUE DA CÂMARA


Ponto do Servidor - Freddy Charlson
Jornal de Brasília - 21/07/2010


Surpresa na Câmara dos Deputados. Depois de comemorarem a sanção do novo plano de carreira da Casa, os servidores foram surpreendidos com o contracheque. Muitos deles, em vez de aumento, tiveram redução salarial. Por conta disso, a direção do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo (Sindilegis) foi atrás de esclarecimentos sobre os valores. A entidade foi informada de que tal situação foi decorrente dos vetos promovidos pelo Poder Executivo Federal, os quais foram responsáveis pela retirada do principal percentual de reajuste remuneratório dos servidores e da consequente e esperada equiparação salarial.

A CULPA É DOS VETOS
Segundo o Sindilegis, os vetos do presidente da República ao plano não só provocaram distorções no sistema remuneratório dos servidores, como invadiu a competência privativa da Câmara dos Deputados, assegurada no artigo 51, inciso IV da Constituição Federal. Diante dessa nova realidade, o sindicato já manifestou à direção da Câmara dos Deputados o descontentamento com o grande problema criado e está propondo o estudo, urgente, de mecanismos que
resgatem a condição salarial dos servidores.

APLICAÇÃO DE CRITÉRIOS
Outra medida adotada foi o envio de requerimento para participação de representante do sindicato na comissão criada pelo plano com vista à aplicação dos critérios do adicional de especialização e, agora, mais do que nunca, essa comissão deverá buscar mecanismos jurídicos que pelo menos recoloque os níveis salariais em percentuais igualitários a todas categorias.

MAIS NOTÍCIAS...