quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Reajuste para os servidores federais só mesmo em 2014


ALESSANDRA HORTO
O DIA     -     07/11/2012




Rio - O Ministério do Planejamento manteve o tom conservador na primeira reunião após greve com representantes das principais carreiras do Executivo. O discurso é o mesmo, ou seja, qualquer acordo que envolva impacto financeiro só será estudado para o Orçamento de 2014.

O diretor da Condsef, Sérgio Ronaldo, rebateu a posição do governo por acreditar que há espaço orçamentário para acertar algumas pendências que não têm grandes impactos. “Não se pode fechar as portas, há como se negociar”, disse Sérgio Ronaldo.

Durante o encontro de ontem, quatro setores da base da Condsef que não chegaram a um consenso com o governo em agosto estão com reunião pré-agendada para o próximo dia 19.

Estão agendadas reuniões com os servidores do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral) e HFA (Hospital das Forças Armadas).

Sobre a regulamentação dos decretos, a Secretaria de Relações do Trabalho voltou a informar que o caso está em análise na Casa Civil e na Secretaria de Gestão Pública do Planejamento.

Já o decreto que regulamenta a GDACE (Gratificação de Desempenho de Cargos Específico), dos cinco cargos da Lei 12.277/10 — Engenheiro, Arquiteto, Economista, Estatístico e Geólogo — estaria pronto e aguardando definição da Casa Civil para os próximos dias.


MAIS NOTÍCIAS...