quinta-feira, 22 de junho de 2017

TáxiGov atinge meta de 60,89% de economia nas despesas com transporte administrativo


Portal Brasil     -     22/06/2017




Em quatro meses, o serviço já conta com 11.735 servidores e colaboradores cadastrados

O sistema TáxiGov atingiu meta de 60,89% de economia nas despesas com o transporte administrativo do Executivo Federal desde que foi implantado, em fevereiro deste ano.

Em operação em nove ministérios, o novo modelo de transporte de servidores e colaboradores, em função de atividades administrativas, substitui carros próprios e locados por táxis.

A economia estimada, quando todos os ministérios estiverem utilizando o serviço, é de R$ 20 milhões ao ano.

Anualmente, os ministérios realizam cerca de 490 mil corridas, com um gasto de R$ 32 milhões no transporte de uso administrativo no Distrito Federal.

Balanço

Dados do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, órgão responsável pela gestão do serviço, mostram que os ministérios que utilizam o TáxiGov cadastraram, até o momento, 11.735 servidores e colaboradores para utilizarem o serviço.

Foram realizadas 12.677 corridas desde a implantação, e o tempo médio de atendimento das solicitações foi de 7 minutos. O sistema também capta a avaliação dos usuários sobre o motorista e o veículo, variando de 1 (péssimo) a 5 (ótimo) estrelas. A média das avaliações é de 4,69 estrelas.

A estimativa é que, até o início de 2018, todos os ministérios localizados no Distrito Federal estejam utilizando o serviço.

Como funciona

As corridas são solicitadas via aplicativo mobile e web, além de uma Central de Atendimento por telefone. A solução permite, também, que os usuários acompanhem o deslocamento do veículo, desde a solicitação até a finalização da viagem, e receba por e-mail confirmação e informações sobre a corrida.

O aplicativo pode ser baixado no Google Play, Apple Store e Windows Store.

Órgãos que já estão utilizam o TáxiGov

·         Ministério do Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU);

·         Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC);

·         Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP);

·         Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA);

·         Advocacia Geral da União (AGU)

·         Ministério do Desenvolvimento Social (MDS)

·         Ministério da Defesa (MD)

·         Ministério do Turismo (MTur)

·         Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC)

Acesse aqui o cronograma de implantação nos outros ministérios.

Com informações do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão


Notícia Anterior
Próxima Notícia