sexta-feira, 28 de julho de 2017

Nova agência terá mais de 130 cargos com excelentes salários


O Dia     -     28/07/2017




A cúpula da agência – presidente e diretores – será indicada por Temer e ganhará até R$ 30 mil mensais

Brasília - O Governo de Michel Temer incorre em nova contradição ao incentivar, por um lado, a demissão voluntária de servidores e, por outro, criar novos cargos. Foi publicada ontem Medida Provisória que estabelece a criação da Agência Nacional de Mineração (ANM) com o quadro de 139 servidores, com excelentes salários.

A cúpula da agência – presidente e diretores – será indicada por Temer e ganhará até R$ 30 mil mensais.

Comissionado$

A agência terá 40 Cargos Comissionados de Gerência-Executiva - CGE, de Assessoria e de Assistência – CAS, “de livre nomeação”.

Efetivos

Os demais postos da Agência Nacional de Mineração serão ocupados por técnicos; “ocupação privativa de servidores públicos federais efetivos”, diz o texto da MP.

Navalha tímida

Em março, o Governo cortou apenas 54 cargos das agências reguladoras, a maioria na ANAC, ANTT e Antaq.

(Coluna de Leandro Mazzini)


Notícia Anterior
Próxima Notícia